Brasília/DF: ST de Autarquias Sul - Quadra 03 -  Bloco C - Sala 608 Parte B - Asa Sul - CEP 70070-934   |   Sede Administrativo - São Paulo/SP: Rua Japurá, 43 - Bela Vista
Telefone: (11) 3105-8476   |   WhatsApp: (11) 96641-1803   |   E-mail: administrativo@conacate.org.br

 

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
Conacate_Logotipo_nov2018.png

A Conacate apoia

EQUILÍBRIO - a nova palavra de ordem

     Cansados das roubalheiras da nossa política desde Cabral, o descobridor, em 2002 propuseram um governo que não iria roubar nem deixar roubar e corremos a eleger a esquerda. Deu no que deu e, em 2018, propuseram botar um fim na roubalheira e corremos para a extrema direita. Só que nem lá em 2002 nem cá em 2018 os brasileiros não votamos em ideologias, votamos um Basta.

     Mas grupos encastelados no Planalto e que parecem ter o governo como refém, agem como se tivessem recebido um cheque em branco ideológico e estão exterminando as redes de proteção social, transformando milhões de brasileiros em subempregados, privatizando para os bancos nosso dinheiro da Previdência e aumentando a concentração de renda nos extremamente ricos. Irão deixar a classe média e os pobres, mais pobres.

 

     A Estrutura Pública, as Organizações Sociais e Sindicais além da Previdência precisam sim, de ajustes, mas jamais serem extintas, como estão fazendo - são a rede de proteção da sociedade. Mais, os sacrifícios de ajuste devem ser distribuídos de maneira equilibrada entre todos e, exatamente o segmento sempre mais beneficiado, o financeiro, só faz acumular mais benefícios.

 

     O Brasil está longe de ser o maior risco do Planeta para, há décadas, ter as maiores taxas de juros deste mesmo planeta. Algo está errado mas não deixam, por exemplo e como manda a Constituição, que se realize a Auditoria da Dívida que consome 40,66% do orçamento. Isso mesmo, quase metade de todo o dinheiro da nação. Só com a “sobra de caixa” diária dos bancos, aquilo que eles não emprestarão para ninguém, nossos governos pagaram e portanto nos custou, a bagatela de 700 Bilhões nos últimos 10 anos, praticamente a mesma quantia que querem tirar das aposentadorias dos brasileiros nos próximos 10 anos. Ahhh, vai ver se eu tô na esquina.

 

     Temos de gritar que o foco está errado!!! O problema é a corrupção e a gestão suspeitíssima disto tudo e não os salários e aposentadorias, que pagam impostos e movimentam a economia.

 

     Nas eleições só pudemos decidir com tranquilidade entre os opostos  esquerda ou extrema direita porque temos uma Estrutura Estável de Estado garantidora de que o país continuaria a funcionar, como continuou, seja em 1º. de janeiro de 2003 seja agora em 2019. Com todas as correções que sabemos ter de ser feitas não podem falar em acabar com o Estado e gastar montanhas de dinheiro na guerra desigual da informação à sociedade, como se estivessem fazendo um bem.

 

     O que setores ultraconservadores e do sistema financeiro estão fazendo entendo ser uma covardia, colocando milhões de brasileiros sozinhos no ringue contra gigantes do Vale-Tudo sem qualquer rede de proteção social e suporte. É como colocar qualquer de nós para lutar contra um Mike Tyson, um massacre que, quando a sociedade se der conta, será tarde.

     Talvez nem os mercados beneficiários deste processo avaliem (?) as graves consequências sociais deste desmonte. Creio que a História reservará aos responsáveis o carimbo de Inconsequentes Sociais.

 

     Penso que depois de experimentado o gosto amargo dos extremos, a próxima palavra de ordem será Equilíbrio, e o Presidente da República poderia adotá-la, já. Tem apoio para tanto.

 

 

Antonio Carlos Fernandes Lima Junior
presidente da CONACATE
Em 22/03/2019